Cosmogênese – De onde vem e para onde vai o homem?

URANUS-Y-GAIAAlguém escreveu: “De onde vem e para onde vai o homem? De onde procede esta gloriosa inteligência que, pelo menos neste planeta, é a coroa dos seres viventes?

Desceu repentinamente do alto, como um Deus, para ser morador temporário de uma mansão de barro?

Ou, ao longo de obscuras idades, vem estruturando sua linhagem a partir do lodo, sendo sucessivamente peixe, réptil e mamífero para atingir, ao fim, o reino humano?

E qual seu propósito seguinte? – Evoluirá progressivamente e elevar-se-á mais e mais ou, tão só atingido o estado humano, descerá em longo declive de degeneração, até cair no precipício da morte, deixando atrás de si um gelado planeta como sepulcro de milhares de civilizações?

Ou ainda, sua ascensão atual nada mais é que o adestramento de um conjunto de princípios espirituais ou transfisiológicos, imperecíveis, destinado a, no futuro, levá-lo a empunhar o cetro de um poder divino que lhe dará o governo de um planeta, de um sistema solar, de uma galáxia ou de um universo?”

Total ou parcialmente, muitas respostas foram dadas a essas questões nas escrituras sagradas das antigas religiões e nas tradições enigmáticas de civilizações há muito desaparecidas do cenário terrestre.

Do mesmo modo, explorações arqueológicas e investigações de geólogos, físicos, biólogos e astrônomos, no fundo, tentam responder às mesmas perguntas.

Busca-se um elo perdido que até hoje não foi encontrado. E jamais será achado porque simplesmente não existe. Temos que nos render às evidências e concordar com a sabedoria antiga e os mestres da eternidade que assinalam ao nosso globo e a seus habitantes um período de existência inimaginável e de maravilhosa complexidade.

Centenas de milhões de anos foram necessários para que a natureza processasse a vida em suas infinitas formas, numa das quais o homem primitivo fez sua estreia. Primeiro Deus cria o cenário; depois, a criatura humana.

— Porém, como?

Eis a busca. Eis a reflexão. Eis o grande mistério da natureza, o qual abordaremos nos próximos posts. Até lá.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s